Bem vindo(a) ao CENAPRO - Centro de Ensino e Aperfeiçoamento Profissional
 
 
 
 
 
  
NOTÍCIAS

05/07/2018
Análises Clínicas
Teste sanguíneo permite a leitura do relógio biológico
Estudo publicado na revista “The Journal of Clinical Investigation”
Através de uma nova análise sanguínea, investigadores da Charité – Universitätsmedizin, em Berlim, conseguem determinar o estado do relógio biológico dos doentes.
 
Conhecido o ritmo interno do doente, os medicamentos poderão ser administrados a horas específicas do dia, de forma a torná-los mais eficazes e com menos efeitos secundários do que a terapêutica padrão.
 
Muitas funções do corpo humano são influenciadas pelo ritmo biológico, dependente da hora do dia. Um exemplo disso é o facto de a eficácia dos medicamentos variar de acordo com o momento do dia em que são administrados em pessoas que são noctívagas ou matutinas.
 
O objetivo da equipa internacional liderada por Achim Kramer, do Instituto de Medicina Imunológica de Charité, foi identificar os biomarcadores sanguíneos que caraterizam o relógio interno de cada indivíduo. Em primeiro lugar, foi medida em vários indivíduos a atividade ao longo do dia de todos os 20.000 genes de um tipo particular de célula sanguínea. Foram identificados 12 genes que, de uma forma confiável, reportam o ritmo biológico interno. Os biomarcadores de uma única amostra de sangue permitem diferenciar os noctívagos dos matutinos, mesmo se a pessoa se levantou de manhã usando um despertador em vez de usar o seu relógio biológico.
    
Achim Kramer está convicto de que a cronoterapia pode ser superior à terapia tradicional: “Uma terapia que tem em consideração a hora do dia raramente foi aplicada até agora, uma vez que não existia um teste de diagnóstico simples. Pensamos que este novo teste objetivo do relógio biológico pode contribuir para que o momento do dia passe a ter mais significado no diagnóstico e terapia.”
 
Em estudos clínicos futuros, o cientista planeia demonstrar a maior eficácia da cronoterapia personalizada. Para isso, a terapia será adaptada ao relógio biológico do doente: “Quando a janela temporal de máxima eficácia do medicamento for conhecida, o efeito do tratamento pode ser otimizado e, simultaneamente, os riscos de efeitos secundários podem ser minimizados”, rematou Achim Kramer.  

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

« Voltar
  
 
Desenvolvido por:
Centro de Ensino e Aperfeiçoamento Profissional - CENAPRO
CNPJ: 020.149.945/0001-87 - BELÉM/PA
Fone: (91) 3259-0673
Claro / Whatsapp: (91) 98551-9146
Oi
: (91) 98713-3206
Sistema Antistress: