Bem vindo(a) ao CENAPRO - Centro de Ensino e Aperfeiçoamento Profissional
 
 
 
 
 
  
NOTÍCIAS

20/04/2017
Alerta
O preço da vaidade: mulher tem infecção grave após preenchimento antirrugas
Nong Guang, uma tailandesa de 41 anos, há dois anos procurou uma clínica em Bangkok para realizar um preenchimento facial para reduzir a aparência das rugas.
No entanto, eventualmente, ela notou que algo deu errado. Seu rosto se tornou flácido, esponjoso e dolorido. Então, resolveu procurar os médicos da clínica novamente para descobrir que havia desenvolvido uma infecção na região. Em um vídeo, não recomendável para os de estômago mais fraco, os médicos são vistos removendo a massa infeccionada da testa da mulher.

Para isso, fizeram uma pequena incisão na parte superior da face de Nong. Então, aplicaram certa pressão sobre a testa, espremeram toda a formação de pus. Dez minutos depois, toda a massa é removida para que a área seja costurada a fim de evitar novas infecções.
 
“Eu tinha feito o preenchimento há dois anos, mas três ou quatro dias atrás ele tinha começado a doer muito, então fui ver um médico”, disse ela. “Minha testa inteira estava macia e esponjosa”, continuou. “A cirurgia plástica tinha infeccionado e o médico disse que havia um problema com ela”. “Doía muito e eu não podia toca minha pele porque ficava um buraco quando o fazia”, continuou. “Mas estou feliz por isso ter sido corrigido agora”.

Um porta-voz da clínica que realizou a cirurgia em Nong disse que ela havia feito um primeiro procedimento antes de procurá-los. “A paciente veio até nós depois de ter feito uma injeção de preenchimento na testa. Esta tinha ficado infeccionada. Sua pele se tornara macia e ao simples toque deixava marcas de profundidade. Nós removemos a inflamação e fizemos com que sua testa ficasse bonita novamente”, afirmou.
 
Conforme advertido pela especialista Lisa Bickerstaffe, da British Skin Foundation em entrevista ao Daily Mail, “é importante se certificar de que sejam escolhidos dermatologistas corretamente certificados antes de considerar qualquer tratamento cosmético”, a fim de evitar problemas como o de Nong.
Jornal Ciencia

« Voltar
  
 
Desenvolvido por:
Centro de Ensino e Aperfeiçoamento Profissional - CENAPRO
CNPJ: 020.149.945/0001-87 - BELÉM/PA
Fone: (91) 3259-0673
TIM / Whatsapp: (91) 98101-2353
Oi: (91) 98713-3206
Sistema Antistress: